(93) 3522-3661
68005-100 Av. Mendonça Furtado, Santarém, Brasil
contato@residencialnegocios.com.br

Conheça a região

O Município de Santarém, com população de aproximadamente 300 mil habitantes (IBGE, 2010), está situado ao norte do Brasil, na Mesorregião do Baixo Amazonas, microrregião de Santarém, e é o centro polarizador da Região Oeste do Pará – área que abrange 722.358 km², abriga vinte e cinco Municípios e possui população de aproximadamente 1 milhão de habitantes (IBGE, 2010). Constitui-se em centro polarizador porque oferece melhor infraestrutura econômica e social (escolas, hospitais, universidades, estradas, portos, aeroporto, comunicações, indústria e comércio etc.) e tem um setor de serviços mais desenvolvido.

Sua localização estratégica privilegiada permite a utilização dos três principais meios de transporte (o hidroviário, o rodoviário e o aeroviário). É o município que realiza mais intensamente o transporte de mercadorias e pessoas, canalizando, portanto, a maior parte do fluxo de bens e serviços, e recursos financeiros dessa região. Possui portos para transporte de passageiros e cargas, com capacidade para atendimento a navios de até 18.000 TDW, um porto privado para exportação de cereais (Cargill, com capacidade para 60.000t), e um Aeroporto Internacional com vôos diários para Belém e Manaus.

Segundo dados do IBGE, o PIB de Santarém em 2009 era de aproximadamente 1,8 bilhões de reais, e o PIB per capita era de aproximadamente 6,4 mil reais. Entre 2005 e 2009 o PIB do Município de Santarém teve crescimento real médio de 9% a.a. (dados do IBGE e do CIA World Factbook). Conforme dados do CEAMA (2010), o PIB de Santarém é formado 50% pelo setor de comércio e serviços, 31% pelo setor agropecuário e 19% pelo setor industrial.

Algumas perspectivas interessantes permitem certo otimismo quanto o futuro econômico da região, com conseqüências positivas para o setor imobiliário. A primeira delas é o asfaltamento da BR 163 (que liga Santarém à Cuiabá – MT), cujas obras já estão em andamento, o que tornará o porto de Santarém uma alternativa natural para a exportação da produção graneleira da região Centro-Oeste, considerando sua menor distância dos centros compradores e produtores, bem como o esgotamento da capacidade do Porto de Santos. Ademais, as obras para ampliação da capacidade do Aeroporto já estão contratadas, e projetos para parceria com a iniciativa privada na gestão do porto também estão em andamento.

Outra perspectiva positiva para a região é a possibilidade de instalação de uma Área de Livre Comércio em Santarém, fator que deve impulsionar o comércio e a indústria no Oeste do Pará. Além disso, há oportunidades na exploração dos produtos tradicionais da Amazônia (por exemplo, o açaí, o cupuaçu, a andiroba, entre outros) e do ecoturismo privilegiado pela natureza exuberante e pelas belas praias do Rio Tapajós, já divulgadas internacionalmente através de publicações como The Guardian e The New York Times.

Por fim, a expansão da fronteira agrícola para o norte, a instalação de grandes projetos de mineração (a exemplo do que ocorre em cidades no entorno de Santarém como Juruti e Porto Trombetas, com os projetos da Mineração Rio do Norte e da ALCOA), e o desenvolvimento de obras de energia e infraestrutura (como, por exemplo, a Hidrelétrica de Belo Monte, em Altamira) necessárias ao crescimento do país oferecem possibilidades de crescimento acima da média nacional para o Oeste do Pará.

Fonte: Baseado no Relatório da Secretaria Municipal de Planejamento de Santarém – SEMPLAN/CIAM, 2010 e em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.